Enfrentando o crack

(fonte: http://www.brasiliaconfidencial.inf.br/?p=18361)

Governo prepara treinamento de equipes contra o crack

06/07/2010

O governo dará início em agosto à capacitação de 10.000 líderes comunitários e profissionais de saúde e de educação que vão participar do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. Lançado em maio pelo presidente Lula, o plano foi debatido ontem, na Câmara, no primeiro dia do seminário internacional Políticas sobre Drogas promovido pela Comissão de Seguridade Social e Família.

A secretária nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), Paulina Duarte, apontou a inexistência de dados estatísticos sobre o consumo de crack como um dos principais fatores que prejudicam as ações de combate à droga.

“Infelizmente, não tempos conhecimento real e específico sobre o consumo de crack no Brasil. Os que são mostrados pela imprensa são apenas especulação, porque não há ainda nenhum estudo de âmbito nacional finalizado”.

Segundo Paulina, a Senad ainda está concluindo dois estudos sobre o assunto – um apresentando dados epidemiológicos e outro com dados geográficos.

“O que sabemos é que o crack, antes consumido nas periferias das grandes cidades, apareceu, surpreendentemente, em municipios pobres e na zona rural”.

O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas prevê o investimento de R$ 410 milhões, neste ano, em ações imediatas de tratamento médico para dependentes, repressão ao tráfico e campanhas de prevenção. A Secretaria Nacional Anti-Drogas aplicará R$ 100 milhões em ações de prevenção e coordenação com os demais ministérios.

“Essas verbas serão aplicadas também em uma campanha de mobilização social e em ações permanentes de mobilização por todo o país, envolvendo profissionais e veículos de comunicação”, anunciou a secretária Paulina Duarte.

Anúncios

Sobre ldcfonseca

Psicólogo, professor universitário. Membro da atual diretoria do Sindicato dos Psicólogos de São Paulo. Membro do FLAMAS - Fórum da Luta AntiMAnicomial de Sorocaba. Membro do comitê gestor do Núcleo Sorocaba da Associação Brasileira de Psicologia Social - ABRAPSO. Mestrando em Psicologia Social pelo IP-USP. À escuta do não dito. Por uma sociedade SEM manicômios.
Esse post foi publicado em Política, Saúde. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s